sexta-feira, novembro 21, 2008

Para pensar...

... ou então, não! :)

7 comentários:

pepita chocolate disse...

Já conhecia e concordo. se dá que pensar? Sim, dá! A mim dá-me para pensar que sou demasiado impetuosa e devia, à vezes, manter a boca calada! Mas quando a palavra já saiu...já nada há a fazer!

bf disse...

Obviamente, nenhum gajo conseguirá comentar este post de forma inteligente, tamanha a perturbação que a foto escolhida provoca na gente!
:)

Sadeek disse...

Acho que sim, por acaso...

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Anónimo disse...

é engraçado como as fotos mais recentes deste blog oscilam entre o infantil e o erótico..lol...cá para mim, freud teria uma leitura!

Anónimo disse...

Nao quis guardá-lo para mim
E com a dimensao da dor
A legitimar o fim

Eu dei
Mas foi para mostrar
Nao havendo amor de volta
Nada impede a fonte de secar

Mas tanto pior
E quem sou eu para te ensinar agora
A ver o lado claro de um dia mau

Eu sei
A tua vida foi
Marcada pela dor de não saber aonde dói

Mas vendo bem
Não houve à luz do dia
Quem não tenha provado
O travo amargo da melancolia

E então rapaz,
Então porquê a raiva se a culpa não é minha
Serão efeitos secundários da poesia

Mas para que gastar o meu tempo
A ver se aperto a tua mão
Eu tenho andado a pensar em nós
Já que os teus pés não descolam do chão
Dizes que eu dou só por gostar
Pois vou dar-te a provar
O travo amargo da solidão!

Eu tenho andado a pensar em nós
Ja que os teus pés não descolam do chão
Dizes que eu dou só por gostar
Eu vou dar-te a provar
O travo amargo da solidão!

É só mais um dia mau, mau, mau
É só mais um dia mau, mau, mau
É só mais um dia mau
É só mais um dia mau
É só mais um dia mau

Vanita disse...

Ou então, a oscilação entre o infantil e o erótico, é pura coincidência. Pode ser, já pensaste nisso?

Trintão disse...

Gostei da imagem e das palavras!

As imagens que tens inserido são sensuais e artísticas. Não há que fazer alarido... :)