quarta-feira, fevereiro 13, 2013

Reencarnação

O livro que estou a ler aborda a questão de vidas passadas. E eu, tenho nítida e indiscutível memória de, em menina, mesmo muito pequenina, me alertar para determinados comportamentos ou situações como se soubesse de antemão, de forma convicta, de que esta era uma nova oportunidade que me estava a ser dada e que, com o tempo, essa certeza se iria esbater nas experiências de tudo o que iria voltar a viver. Sim, porque esta era, para mim, uma experiência repetida. Alguém mais criou este tipo de ilusões na infância? Hoje atribuo esta convicção ao facto de sempre ter sido muito atenta ao que os adultos diziam e, a partir daí, ciente da minha juventude e do facto de ser uma vida nova, me divertir com a exploração de memórias anteriores a mim. Enfim, havia quem brincasse com bonecas. A mim, nos intervalos, dava-me para isto. O que, bem vistas as coisas, também pode explicar muito.

2 comentários:

Bonitinha disse...

Concordo. Se não acreditasse em reencarnação não conseguiria crer em um Deus misericordioso...

Joana disse...

Eu acredito na reencarnação.
Tal como tu, desde pequena que sinto que há situações que venho trabalhar nesta vida, fruto do que aconteceu noutras.
Uma dessas situações era o medo inexplicável que tinha de cães. Quando aos 16 anos perdi o medo, pois através de uma cadela que tive aprendi a conhecer os cães, percebi que uma das coisas que tinha vindo aqui fazer era perder o medo aos cães e isso já estava feito.

beijinhos