domingo, setembro 23, 2012

"Mataram a Cotovia", de Harper Lee

O livro mais bonito que li até hoje. Não releio livros mas, este, gostava de voltar a ler um dia. O relato desconcertante de uma menina de oito anos, que tanto nos rouba gargalhadas inesperadas, como nos sufoca com um murro no estômago. Simplesmente belo, deixa-me com a certeza de que os autores norte-americanos do início do século XX nunca me deixam ficar mal. 

7 comentários:

Inês disse...

Pensando bem, não me mandes...
Já percebi que este é um daqueles que tenho mesmo de comprar. A edição/tradução é boa? Beijinhos

Vanita disse...

É perfeita! Mas de certeza que não queres que te envie? Ia fazê-lo amanhã. Mas entendo se não quiseres, há livros que temos de ter. Na minha opinião, este é um deles :)

Carolina disse...

Deixaste-me curiosaaaa!

Inês disse...

Sim, tenho a certeza que depois vou querer comprá-lo por isso não vale a pena mandares. Muito obrigada na mesma :)
Beijinhos!

Poetic GIRL disse...

Sim concordo, este é um livro do qual nunca nos vamos querer desfazer! beijocas

mena disse...

É muito bom, de facto. Daqueles para guardar,msem dúvida. Na minha traduçao ( da difel) chamaram-lhe "por favor nao matem a cotovia" e esse titulo continua a fazer-me mais sentido.

Anónimo disse...

Obrigada pela sugestão e pela ideia de um provável presente para alguém que vai fazer 1o anos. É apropriado?