domingo, agosto 19, 2012

Sou a minha própria heroína

Estou espantada comigo mesma. Atendendo às dificuldades dos últimos tempos, tenho-me mantido tranquila, sem qualquer vislumbre de desespero. Há dias melhores que outros, é certo, mas de uma forma geral, esforço-me por encarar as perdas como novas oportunidades e possibilidades em aberto para caminhos diferentes. Por enquanto não tem sido complicado deixar-me levar por este espírito. Quem sabe não traz coisas boas?

2 comentários:

Fab Pereira disse...

Eu conheço essa sensação! É optimo chegar ao fim do dia e pensar "bolas, eu estou a aguentar me", fico tão orgulhosa de mim que fico logo com mais forças ;)

Vanita disse...

É isso mesmo :)