segunda-feira, agosto 20, 2012

Dos livros para ler

O Expresso convidou uma série de "notáveis" a escolher 50 livros que toda a gente devia ler. Sei bem que ainda sou imatura, no que em termos de literatura diz respeito, mas nunca pensei que o resultado pudesse ser tão mau. Da lista, li apenas quatro títulos, dois dos quais em registo escolar: "O Grande Gatsby" e, obviamente, "Os Maias". Além destes, li mais duas das obras indicadas e fi-lo no último ano: "Lolita" e "O Monte dos Vendavais". Mas nem é isto o que mais surpreende. O que realmente me deixa desanimada é que, da lista, apenas me sinto tentada a ler, nos tempos mais próximos, um livro: "1984". E sou uma pessoa interessada, que gosta de ler. O que me deixa a pensar: é assim que se pretende incutir o gosto pela literatura num país onde quase ninguém se dá ao trabalho de agarrar um livro nos tempos livres?

7 comentários:

Espiral disse...

Acabei agora de ver a lista.

Dos que lá estão li 14, mais 3 que comecei mas nao continuei mais dois que li versões condensadas e por isso não conto.

Mas tem lá livros muito bons. Lé os Miseráveis e o Som e a Fúria. Não te vais arrepender =)

CF disse...

Estão lá outras grandes obras, acredite. Mesmo que você não as tenha lido...

Vanita disse...

Nunca disse que não era uma boa selecção. Pelo contrário, tenho a certeza de que se trata da nata da nata. Ainda assim, não acredito que cative quem nunca lê nada...

Vanita disse...

"Os Miseráveis", assim como "Guerra e Paz", fazem parte de uma lista imaginária que tenho, para um tempo indeterminado :)

Carolina disse...

Fico-me por metade d'Os Maias e a poesia de Álvaro de Campos.

De resto, a maioria, transpira a clássico ou seca tremenda, embora haja alguns que queira pegar, a seu tempo :)

Patrícia disse...

Da lista li "Os miseráveis" (tenho em 5 volumes, adorei), "Se isto é um homem" (Triste como tudo o que envolve o holocausto-mas muito bom), O grande Gatsby (gostei qb), "Os Maias" (li duas vezes, conta a dobrar? muito bom, pena que seja impingido aos miúdos), O monte dos Vendavais (gostei bastante na altura). A odisseia e a Divina comédia, já lis partes e versões juvenis (e o Inferno, esse li). Dos poemas, li vários de da Sophia de Mello Breyner Anderson e do Alvaro de Campos, claro.
E já li Saramago, Bolano (que dispenso, para ser franca) e Virginia Wolf -mas não os sugeridos. Tenho cá em casa o Lolita e o 1984 à espera da vontade para os ler.
Isto tudo para dizer que a lista não me assusta (mas também pouca coisa me assusta) mas como dizes não me impele a ir a correr ler. Acho que é uma lista que não dá para atacar- cheia de clássicos e de obras que o tempo já imortalizou.
Basicamente é uma lista para leitores consagrados e que, como dizes, não tem a a capacidade de atrair novos leitores.
Sinto-lhe a falta de algo diferente: podia ser um livro de fantasia, um livro juvenil, sei lá uma lufada de ar fresco. jogar pelo seguro com livros não tem piada.
(não sei se me fiz explicar muito bem, mas é isto que esta lista me transmite)

Vanita disse...

Explicaste-te muito bem e, de certa forma, concordo contigo :)