quarta-feira, junho 13, 2012

Cristiano, filho

Enquanto despachares os portugueses - que te fazem perguntas através dos jornalistas que te abordam no final dos jogos -, enquanto responderes de forma abrupta e lesta para te pirares dali e enquanto achares que tens razão nestas manifestações de menino ferido a quem não dão carinho, enquanto for assim, filho, não conquistas nada nem ninguém. Por mais golos que consigas eventualmente marcar.

3 comentários:

Alexandre disse...

Que mázinha :P

Márcia disse...

Um craque nada elegante...

Filipa disse...

Sinto uma embirração tão grande pelo Ronaldo. Não consigo simpatizar com ele, não há volta a dar. Reconheço-lhe um imenso talento mas tudo o resto falha.