sexta-feira, dezembro 23, 2011

De se tirar o chapéu

Este miúdo às vezes tem uns rasgos de lucidez brilhantes. Desta vez apeteceu-me bater palmas. Vão lá espreitar.

1 comentário:

inês disse...

Um Natal quente e doce em companhia. :)