sexta-feira, agosto 19, 2011

Não, não sou perfeita

Nem sempre tenho o conselho certo para dar à hora que ele é exigido. Nem sempre estou bem-disposta o suficiente para abrir as portas da minha intimidade num domingo à tarde. Nem sempre estou sóbria que chegue para perceber que tenho de moderar a forma como revelo o que dizem nas costas de alguém que gosto. Não, não sou perfeita. Sofro por quem gosto, longe ou perto, e preocupo-me com o rumo que as suas vidas toma. Mas não exijo que tenham a palavra certa para mim, que estejam disponíveis quando eu quero ou que me tratem com pinças só porque me apetece. Fico feliz, verdadeiramente feliz, com o que conquistam, o que, descobri da pior maneira, nem sempre é retribuído. E, talvez por isso mesmo, porque me dou por inteiro, me seja atribuída uma margem de manobra tão pequena nos momentos de imperfeição. Porque não sou perfeita e todos são.

4 comentários:

Johnny disse...

E gostei e identifiquei-me com algumas coisas.

Heriwen disse...

Identifico-me.
Não és perfeita, és tu mesma. Continua ;)

Pepita disse...

Gostei imenso deste teu post.

Vanita disse...

:)