sexta-feira, junho 10, 2011

Protecção máxima

Porque às vezes aprendemos que nada do que sabíamos estava correcto. E viva os dias mais longos do ano, as noites quentes, as festas em cada esquina, os dias de comer sardinha assada (blarg!), e até gostar, as sangrias, mojitos e caipirinhas, a praia e o calor, o insubstituível calor, a fantasia de ser feliz, ou de acreditar nisso...

2 comentários:

Corina de Oliveira disse...

E aos dias também em que mal se pode sair de casa porque estão 40º na rua :s

Sofia disse...

E viva o Verão e todas as coias boas que ele nos traz! =)