segunda-feira, junho 27, 2011

Angélico

Quando se ganha fama e popularidade de forma repentina com pouco mais de 20 anos é difícil ter estrutura para aguentar o histerismo e as solicitações ao mesmo tempo que se mantém a balança equilibrada. Os D'zrt, à parte um ou outro momento de vedetismo, são um exemplo. Estes quatro miúdos, que arrastaram [e arrastam] multidões de miúdas em êxtase são, e sempre foram, educados, dedicados e cientes do papel que desempenham. Os quatro. Meninos bons, com um coração de ouro. Com uma postura sem igual na indústria do entretenimento. Foi a impressão que guardei do primeiro contacto que tive com eles e que mantive ao longo dos anos. Que me deixa com o coração mais pequenino neste momento de dor.

6 comentários:

E. disse...

Conheço o rapaz que faleceu de imediato no acidente que envolveu o Angélico. Não eramos assim muito próximos mas dele só guardo boas recordaçoes. Era uma pessoa incrível, sempre bem disposta, com ideias organizadas, uma mente brilhante. Tenho a certeza que ia ter um bom futuro se a vida lhe desse oportunidade para isso. Só hoje fiquei que a pessoa que morreu era ele. E foi doloroso. É nestes momentos que bate na consciência que pode acontecer a qualquer um e que de hoje para amanhã podemos já cá não estar. Resta-nos aproveitar da melhor forma o tempo que vamos tendo.

Johnny disse...

Consta que o Angélico está ligado às máquinas e que o caso é bastante grave. Não sabem se sobrevive e se escapar vai ficar com mazelas para sempre (falam em surdez e cegueira). É mau, muito mau.

Vanita disse...

E. precisava de falar contigo com alguma urgência. Achas que podes entrar em contacto comigo. Já tentei através do teu blogue, sem êxito. Obrigada!

E. disse...

Já te enviei um mail

Vanita disse...

Obrigada :)

Carolina disse...

O Angélico ainda é do tempo em que eu via os Morangos com Açúcar. Não o conheço, nem segui a sua carreira nem a de nenhum dos outros membros da banda, nem nunca fui grande fã, mas sempre achei que fossem todos bons rapazes e com a cabeça no sítio.
Como sabes, estou de férias, mas sempre que venho à net tenho ido ver notícias dele... chocou-me bastante... é nestes momentos que vemos como se perde a vida num segundo, e como tudo muda...

É triste..

**