quinta-feira, setembro 17, 2009

Ora o cafezinho!

Cá está um tema que há muito me apetece abordar. O cafezinho! Sim, o tal que temos de combinar. Para pôr a conversa em dia, para um dia destes. Quem já deixou a escola e entrou no mundo do trabalho sabe bem do que falo. Com as responsabilidades do dia-a-dia acabamos por nos afastar de pessoas muito queridas, com quem gostaríamos de continuar a manter uma relação. Quando damos por isso, já passaram dois anos, o Natal já lá vai, nunca chegámos a ligar nos anos e ainda temos em casa o presente que queríamos oferecer quando soubemos que vinha aí um bebé. Uma criança que já fez dois anos! Obviamente estou a exagerar - se calhar nem tanto! - mas há um ponto em que somos nós que decidimos. Somos nós que escolhemos quem queremos que faça parte da nossa vida, independentemente do tempo que o trabalho, a família e os encargos nos deixam livre. Quem quer estar junto, está. E todos sabemos isso. Basta um telefonema, um SMS, um olá apressado para marcar presença. Podemos estar meses sem nos vermos, mas conseguimos manter a proximidade. A distância começa quando a conversa se resume ao café que temos de combinar. Nada mais frio. O "café" não se combina, faz-se acontecer.

9 comentários:

Debor@h disse...

É a mais pura verdade. Somos nós que decidimos nossa vida e quem faz parte dela e infelizmente, nos tempos de hoje, acabamos deixando coisas e pessoas importantes para nós de lado e o tempo passa e o resto é história...

Ana Rita disse...

Não podia estar mais de acordo!!

Tana disse...

True story :(

Anónimo disse...

sim, longe de qualquer tipo de pretensiosismo, poderia ter-me servido a carapuça. Mas não acredito muito nisso, acho que há decisões, opções, posições, whatever, que não são conscientes. O facto de não se trocar "um olá apressado, um sms" ou outra qualquer forma de comunicar nem sempre tem essa leitura, a tal que define a proximidade e a distância. Começar uma conversa com o "temos de combinar" é a coisa mais natural do mundo, Vânia. Para mim, é fatalista considerar que não há "nada mais frio" do que isso. Acho que todos sabemos como a vida funciona. Temos é formas diferentes de a olhar. E isso sim, no extremo, define a distância.

bjs
andré

MagicWoman disse...

Tens toda a razão!Para além de todas as obrigações, ainda assim temos de comandar a nossa vida!

tens um belo blog

bjs

Vanita disse...

És um tolo, andré! Toda a gente percebeu o que eu estava a tentar dizer :p

Anónimo disse...

E que saudades que eu tenho nao so da companhia mas sim de um bom cafe, daqueles realmente bem tirados e que realmente nos acordam...mas simm, percebi perfeitamente o que querias dizer e concordo...

Beijinhos aqui deste cantinho do mundo... JB

Vanita disse...

Amei a visita! Já tenho saudades tuas... :)

Rui disse...

É por isso que nunca marco cafés... é sempre jantares :P

E depois, combinar um café ainda nos arriscamos a que a outra pessoa marque para um STARBUCKS ou algo do género... ughh!

;)