terça-feira, março 17, 2009

Deixem-se estar...!

Hoje deram-me este manual. Só não recebi um segundo exemplar porque fiz questão de avisar que já tinha um guardado. Não sei o que isto quer dizer das pessoas que me rodeiam e, consequentemente, do que pensam das minhas relações amorosas. Sei apenas que, por muitas saudades que por vezes possa sentir, o passado está bem onde está. Lá atrás. E o caminho é mesmo para a frente que se faz. De qualquer modo, acho que vou espreitar as teorias desta senhora Penélope Parker que acha que descobriu a pólvora. Só por curiosidade, claro!

Não consegui arranjar imagem da edição portuguesa. Vai mesmo em português açúcarado!

3 comentários:

tia a. disse...

deixa lá, aquele q tu recusaste foi empandeirado para o meu lado. já prometi ler atentamente e fazer depois uma pequena resenha crítica para informar o restante mulherio eheheh

M disse...

Eu quero ler este livro. E o da tia também

Vanita disse...

Não ias gostar. Passei-lhe os olhos por cima e, sinceramente, um livro que se gasta a fazer-te andar para trás devia ser proibido, queimado, deitado numa fogueira. Para mim é um bocado como aquela frase: Se ele é estúpido o suficiente para se ir embora, sê inteligente o suficiente para o deixar ir. Gastar energias a desejar que ele volte? Só se não houvesse mais homem nenhum na Terra. E, mesmo assim, sabe Deus... ;)