domingo, janeiro 04, 2009

Índice do batom*

Confesso que já tinha ouvido muitas teorias para justificar "a crise" mas nenhuma chega à que Jorge Fiel escreve no Diário de Notícias. De louvar a proeza de conseguir, na mesma crónica, juntar números chatérrimos de economia com o glamour de um shopping spree feminino. Assim, se conquistam dois públicos... um, pelo menos! Fica uma dúvida. Eu uso gloss. Também conta para as estatísticas?

*não consegui descobrir a grafia mais adequeada...

4 comentários:

pepita chocolate disse...

ainda não tinha ouvido falar neste índice. Embora isto pareça fútil, mas faz algum sentido. Todos querem manter aparências. Todos gostam de comprar, então recorre-se a artigos de menor custo para carteira para manter, pelo menos, as aparências.

Miss K. disse...

:) no último mês, comprei mais cosméticos do que no último ano e meio, lá está.

amêndoa disse...

boa!
obrigada, este post explica muita coisa realmente!

Espiral disse...

Sim o índice é real. (Fala uma menina que começou a trabalhar recentemente na área dos estudos de mercado e já ouviu quem sabe falar do mesmo)

E também acontece outra coisa interessante: as pessoas não compram tantas camisolinhas ou casaquinhos mas compram um bom casaco forte (para se protegerem).

Adoro a psicologia por detrás disto... (eu a puxar a brasa à minha sardinha).

Adorei o blog.

Espiral