quarta-feira, dezembro 17, 2008

15 anos

A Ragazza fechou. Quinze anos depois, chega ao fim a edição portuguesa da primeira revista juvenil para miúdas atrevidas e cheias de sex appeal. A revista de iniciação à Cosmopolitan, a revista que nos primeiros tempos teve a 20 anos e a Teenager como concorrentes. Se estas duas há muito que se extinguiram - tenho praticamente todas as 20 anos em casa! - só agora a Ragazza diz adeus às meninas portuguesas. E eu tenho pena. Tenho pena porque são quinze anos. Os mesmos que eu tinha quando, dois dias antes do final do mês, ia comprar a revista para ler nos intervalos das aulas, nos bancos da escola. Às vezes comprava a meias com as amigas, outras vezes fazíamos à sorte. E a revista rodava por todos. Rapazes e raparigas. O horóscopo, claro!, era analisado ao milímetro e, a partir daí, traçavam-se objectivos de vida para os próximos 30 dias. E depois, depois suspirava-se com as fotos do Brad Pitt ou do Keanu Reeves, que estavam a dar os primeiros passos no cinema. Já disse que tenho pena...?

8 comentários:

pepita chocolate disse...

Engraçado...Quando andava na escola secundária, comprava a revista. Adorava as fotos...depois tinha outras coisas engraçadas e dicas...bem, isso agora fez-me lembrar uma série de coisas!
Bjs

Rapunzel disse...

Nostalgia... eu tinha desde o numero 1! :(

Loira disse...

Engraçado, até ha uns meses (quando me mudei e já estava farta de carregar coisas) também tive todos os números da 20 anos! Acho que não fazia concorrência a ragazza... acho que era outro estilo e muito melhor! Também lia a ragazza e aprendi muita coisa e tirei muitas duvidas com ela. A Cosmopolitan também ja deixei de ler. Ando na fase da Happy, mas confesso que não me identifico muito com esta revista.
Gostei do teu post.
Beijinhos

poupinhas disse...

Eu quando era mais miúda comprava a ragazza, não falhava.. agora já nem activa, à vezes cosmopolitan :)
Mas é uma pena, 15 anos é muito tempo. parabéns à "Ragazza"

Miss K. disse...

já não compro há séculos, mas também tenho pena. faz falta a quem está a caminho de ser rapariga e mulher. eu vibrava com todas essas revistas e, tal como tu, ainda guardo religiosamente as 20 ANOS em casa - havia lá revista "jovem" mais bem escrita que aquela?

ps - e lá no velho quarto, no meio dos números especiais por um motivo qualquer, ainda está a minha primeira ragazza. não o número um, mas a primeira que comprei, nos últimos dias de um dezembro qualquer... passei o revéillon a lê-la!

Buttafly disse...

Quando era uma teen fiz alguns trabalhos (produções de moda) e inclusivé uma capa para a "Teenager"... Gostava imenso de ler essa revista, acho até que em termos de qualidade era um bocadinho melhor do que a "Ragazza", mas entretanto acabou, foi pena. Ainda tenho a número um também (e alguns outros, claro). Bons tempos!

;)

Rui disse...

A minha irmã também comprava sempre isso. Eu não percebia como é que se podia dar dinheiro tão mal gasto quando havia coisas, tipo a PC Guia, muito mais interessantes.

Maria Eva disse...

Ooh! Fico um bocadinho triste porque me traz muitas recordações.